Empregos

Quanto Tempo é Considerado Abandono de Emprego – O Que Fazer

sair-do-trabalhoExistem muitos tipos de trabalhos em todo o mundo, e as pessoas podem exercer várias atividades, independente da sua área de atuação. O mercado de trabalho cada dia mais cresce e com ele, as pessoas podem ter um futuro melhor e muito mais exemplar, mas no quesito do que se diz respeito as pessoas que trabalham, a mesma somente cresce profissionalmente se ela gostar do quer faz e fazer com competência, assim ela mostra talento, onde muitas empresas darão o seu valor. O que está acontecendo em muitas empresas é que as mesmas possuem funcionários insatisfeitos com o trabalho da mesma, e é por esse motivo que acontecem o abandono de trabalho, mas na verdade as pessoas querem saber quanto tempo é considerado abandono de emprego, pois dessa forma as empresas podem tomar atitudes e o empregado dar satisfações.

Quanto Tempo é Considerado Abandono de Emprego 

É por lei considerado abandono de trabalho somente se a pessoa deixar de ir ao emprego em dias consecutivos, ou seja, um dia após o outro sem ir ao emprego, o que de certa forma mostra que a pessoa não está cumprindo o seu vínculo com a empresa, mas em cerca de 30 dias ou mais é considerado abandono de emprego, caso o tempo for menor do que 30 dias, ainda não pode ser considerado abandono de emprego.

Se caso a pessoa faltar dia sim e dia não, não poderá ser considerado abandono, pois os dias não são cabandono-de-empregoonsecutivos.

O Que Fazer

O empregador de certa forma deve provar que o empregado abandonou o seu cargo na empresa, isso deverá acontecer em cerca de 30 dias ou mais da falta e do não cumprimento de tarefas pelo empregado na empresa.

O empregador deve estar certo do que está fazendo, e o mesmo de certa forma deve de preferência esperar a volta do funcionário a empresa, se o mesmo não retornar em cerca de 30 dias, o então empregador poderá analisar essa jurisprudência, caso o contrário, esse prazo pode ser o suficiente para que o funcionário possa provar o contrário, ou seja, que não e nem nunca possuiu a vontade de abandonar o trabalho, ele pode provar que estava por exemplo, internado em um hospital, tenha mudado de estado e não pôde falar com a empresa e mais.

No caso de pessoas que deixam de ir ao trabalho e o empregador considerar abandono, o mesmo deve analisar o tempo, pois se ele for inferior a 30 dias, apenas significa desleixo do empregado.

correr-do-tranalho

O empregador deve de certa forma enviar uma carta ao empregado, para que o mesmo compareça ao trabalho e dê satisfação sobre o ocorrido, nesse caso, a pessoa poderá dizer depois se o abandono houve realmente ou não.

Caso realmente aconteça o abandono de emprego, o empregador deverá depositar ao empregado os seus dias trabalhados e consequentemente as suas férias proporcionais, onde as mesmas devem ser aplicadas a 1/3 do valor em cerca de 10 dias corridos após a declaração do abandono.

Gostaram da matéria? Agradecemos a sua visita, deixe o seu comentário, até mais …

Comente Via FaceBook

Comentários




Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.